22 janeiro 2018

Campanha de Doações de Fanzine/Intercâmbio

Palestra para estudantes do IFF Macaé.
A Fanzinoteca IFF Macaé está em permanente campanha para obter doações de fanzine e publicações independentes para montagem de acervo. Para isso contamos com o apoio da comunidade zineira, para que este espaço dedicado à cultura do fanzine seja cada vez mais conhecido e prestigiado pela comunidade. 
A Fanzinoteca IFF Macaé, primeira do gênero no interior do estado do Rio, funciona de segunda a sexta, de 13 às 16h, no Instituto Federal Fluminense Campus Macaé, e está aberto à visitação também para a comunidade externa. Promovemos oficinas para educadore(a)s, grupos de estudantes e demais interessados em utilizar o potencial do zine na educomunicação e para fins artísticos.
Atualmente, os estudantes vinculados ao projeto como bolsistas e voluntários são os responsáveis pelo atendimento, para dar dicas de fanzinagem, seja para trabalhos escolares ou produções independentes. Outros horários podem ser agendados para atendimento sob demanda, inclusive à noite ou em dias de sábado.
Oficina de Fanzine para servidores da Secretaria de Saúde
do município de Casimiro de Abreu.
Destacamos o potencial multiplicador e a abrangência de nossa projeto, que se desenvolve no Instituto Federal Fluminense Campus Macaé, localizado no interior norte fluminense do estado do Rio de Janeiro, e que integra a rede federal de ensino público profissionalizante. O universo de cerca de 1500 estudantes da instituição e a comunidade atendida pela instituição é contemplada pelas ações de extensão da instituição. Nesse contexto, temos conduzido o projeto IFanzine, como extensão na modalidade de arte e cultura e temos promovido inúmeras oficinas de zine, exposições, lançamentos de publicações e divulgado a cultura zineira e HQ autoral junto à comunidade estudantil e em ações que envolvem a comunidade externa. Recentemente fomos agraciados com um espaço físico, depois de 4 anos de resistência, para abrigar o acervo de zines que hoje está em torno de 600 exemplares. 

CAMPANHA DE DOAÇÕES PARA MONTAGEM DE ACERVO
Espaço da Fanzinoteca IFF Macaé, funcionando
de segunda as sexta de 13 às 16h.
A veiculação online de nossos zines é uma das formas de retribuirmos a parceria e colaboração da comunidade fanzineira, sem a qual não teríamos composto o acervo de publicações, hoje em torno de 600 exemplares. Também temos a possibilidade de enviar nossos zines impressos para parceiros, como temos feito no decorrer dos últimos anos. Aproveitamos a oportunidade para lembrar que estamos permanentemente em campanha de doações. Quem tiver fanzines novos ou antigos para doar, ficaremos muito gratos em receber as publicações e garantimos que estarão servindo a um propósito nobre de inspirar novos autores zineiros e preservar a memória das publicações paratópicas de forma intergeracional. 
Também nos interessa o envio de arquivos digitalizados de zines, como no formato PDF, pois podemos imprimir publicações cuja tiragem se esgotou ou nos caso em que seja mais conveniente a partilha por meio digital. 

ENDEREÇO PARA REMESSA DOS ZINES:
Instituto Federal Fluminense (A/C Alberto Carlos Paula de Souza)
Rodovia Amaral Peixoto, km 164, Bairro Lagoa
Macaé-RJ. 
CEP: 27.925-290

Contatos:
Email: projetoifanzine@gmail.com
https://www.facebook.com/iffanzine/
http://iffanzine.blogspot.com.br/

11 janeiro 2018

Coleção Elementos Visuais - Marcelo Barbosa

A Fanzinoteca IFF Macaé recebeu de Marcelo Barbosa – de Caruaru/PE - a doação de quatro zines da Coleção Elementos Visuais, que apresenta algumas das substâncias básicas da comunicação visual – cor, forma, textura, além do tema tipografia. Abordando-os de forma conceitual, visual e relacional, Marcelo lança mão de recursos diversos, não só nas variações de gramatura e tipos de papéis, mas também nos sistemas de impressão utilizados para proporcionar agradáveis e didáticas experiências de gramática visual. Os zines são costurados à mão e feitos com capricho de quem gosta e domina a manufatura da publicação de autor. O designer gráfico Marcelo Barbosa vem ainda realizando um destacado trabalho à frente do Candeeiro Cartonera, selo editorial independente criado por ele,por meio do qual produz livros de forma não industrial, com capas de papelão reutilizado na cidade de Caruaru. Com a proposta de incentivar a leitura e o consumo de livros, divulgar e publicar autores locais, iniciantes e independentes, produz projetos literários e de artes visuais.
(Resenha: Beralto)

FANZINE: COLEÇÃO ELEMENTOS VISUAIS (Cor - Forma - Textura - Tipografia)
Autor: Marcelo Barbosa
Editora: Candeeiro Cartonera
Conteúdo: Design; Comunicação Visual.
Formato: 10 x14 cm (24 páginas coloridas / técnicas de impressão diversas)
Local: Caruaru / PE
Data: 2017
Contato: facebook.com/candeeirocartonera/
                candeeirocartonera@gmail.com

03 janeiro 2018

Fanzinoteca e ASPAS promovem Fórum de Pesquisa em Arte Sequencial no IFF Macaé


Promovido pela Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial (ASPAS) em parceria com a Fanzinoteca IFF Macaé e com o Instituto Federal Fluminense de Macaé (RJ), o IV Fórum Nacional de Pesquisadores em Arte Sequencial (FNPAS), terá como tema “Os quadrinhos e a diversidade”. A exemplo de encontros anteriores, o IV FNPAS conclama pesquisadores e professores dos mais diversos campos a refletirem sobre o papel dos quadrinhos na produção de conhecimentos, tanto nas universidades quanto na educação básica. O tema “diversidade” resume a amplitude do alcance das práticas e pesquisas em torno desse objeto e convida todos a refletirem sobre o futuro dos quadrinhos campo de estudo.

Como tema central do evento, a comissão organizadora e os associados da ASPAS optaram pela questão “Os quadrinhos e a Diversidade”. Com grande significação social, a diversidade compõe o universo social no qual as histórias em quadrinhos são produzidas, comercializadas, distribuídas, lidas, consumidas e ressignificadas. Acreditamos que o amplo debate sobre o tema nos ajudará a compreender melhor os fenômenos sociais da atualidade e virá para o fortalecimento da leitura, pesquisa e autoria dos quadrinhos. A tematização comportará a programação coletiva de palestras, mesas-redondas e debates, assim como a organização das comunicações orais. Contudo, serão aceitas candidaturas de comunicações orais sobre outros temas importantes, segundo critérios qualificativos exclusivos da comissão científica, que serão analisados caso a caso e inseridos na categoria de temática livre.

Entre as atividades do IV FNPAS serão realizadas palestras, mesas-redondas, comunicações orais, oficinas, exposições e lançamentos de livros, fanzines e revistas. A programação detalhada será disponibilizada em breve por meio das redes sociais e boletins emitidos pela comissão organizadora.

O evento concentrará suas atividades entre os dias 25 a 27 de julho de 2018, no Campus do Instituto
Federal Fluminense, em Macaé (RJ). 

Para maiores detalhes acesse o edital.

06 dezembro 2017

Resenha - POESIA QUEBRA CABEÇA - André Garcia

Poesia Quebra Cabeça, de André Garcia, como o sugestivo nome já propõe, faz poesia por meio de um quebra cabeça inteligente de palavras. Um jogo no qual é preciso brincar com os ângulos no momento da leitura para, enfim, topar com o inesperado resultado e divertir-se a valer. 
O autor do Fanzine em questão, inova meu conceito de poesia e abre meus olhos às infinitas possibilidades de apresentar-se fazendo uso das palavras, uma vez que o mesmo nos apresenta, a cada página, a face de sua vida inspiradora. 
O jeito nada convencional de leitura que somado à beleza do Fanzine em si nos põe em rara companhia no explorar do grande labirinto de palavras feito pelo autor. Leva um bocado de tempo até que você pegue o jeito, mas você pega. 
Acredite em mim.
Este método decerto fora utilizado também para roubar a atenção plena do leitor e proporcionar fluidez de leitura e compreensão, de modo que ao fim do Fanzine estamos nos queixando por não haver mais quebra poesias a seguir. 
Um Fanzine criativo, divertido, envolvente e inteligente. 
“Procurar as peças do quebra poesia é apenas metade da emoção. A outra metade é com você!
(Resenha - Vitor Manoel Fortunato)

QUEBRA POESIA/CABEÇA
Autor: André Garcia
Editora: Camarada Garcia
Conteúdo: Poesia
Formato: 10 x10 cm (12 páginas p/b)
Local: Cabo Frio/RJ
Data: 2016
Contato: https://camaradagarcia.wordpress.com/

04 dezembro 2017

Resenha - PLANETA EMOÇÃO - Vitor Manoel Fortunato - Coletivo IFanzine

O Fanzine “Planeta Emoção”, foi assim intitulado justamente por trazer à tona um turbilhão de emoções, vestidas com um bocado nada convencional de palavras, que formam pensamentos que, do imaginário, ganharam um universo.
Um universo que lhe oferece, gentilmente, um convite atípico e talvez até único, emanando uma súplica silenciosa, duplamente melancólica e redentiva, em favor de que saiamos da superfície do planeta emoção e adentremos as camadas mais profundas e desconhecidas da própria mente, isto é, de si mesmo. Mas, claro, é um convite que se estende apenas aos que não têm medo de pensar criticamente, questionar-se e reinventar-se, se for preciso.
Zine Planeta Emoção, de Vitor Manoel Fortunato, lançado
durante a inauguração da Fanzinoteca IFF Macaé.
Ao longo da vida, todos os seres humanos vivem pequeninos pontos de inflexão, e talvez as palavras deste Fanzine exerçam do mesmo modo um profundo impacto em sua vida. E é na jornada de conhecer-se a partir destes pontos de inflexão e de aperfeiçoamento de si mesmo que há o rompimento dos cárceres do egocentrismo. O que, de alguma forma, coopera para que sejamos mais viáveis, amorosos, gentis e inclusivos.
De modo geral, é uma dentre mil vozes que clamam pelo fim da Era dos mendigos emocionais que vagueiam, perdidos, nas ruelas da própria mente.
“Quando pensei que podia mudar o mundo, logo vi que tinha de mudar a mim mesmo. Foi então que eu conheci a escuridão de minha existência imperfeita. Fiquei abalado com a descoberta. Eu era um mendigo emocional. Um maltrapilho. Uma sensação entorpecente percorreu-me pela espinha – medo. A dor tentou me paralisar. E eu soube, naquele instante, que a minha jornada só estava começando. Tendo passado por crises e dores inestimáveis, encontrei-me no caos, reinventei-me na dor e escrevi os capítulos mais importantes da vida nos momentos mais difíceis da minha história. Meu Planeta Emoção, que se viu inóspito por um longo tempo, tornou-se pouco à pouco habitável e povoado por uma grandiosa biodiversidade. Cada palavra deste Fanzine retrata um momento, um processo, uma dor, um alívio, uma cura.”

PLANETA EMOÇÃO
Autor: Vitor Manel Fortunato
Editora: Coletivo IFanzine
Conteúdo: Poesia
Formato: 5,5 x 7,5 cm (24 páginas p/b)
Local: Rio das Ostras/RJ
Data: 2017
Contato: https://www.facebook.com/vitormanoelfortunato1
              https://www.facebook.com/V.M.Fortunato/